Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Eclipse’

Quando você coloca seu coração e alma em algo tão intenso quanto a duração da produção de um filme, você fica completamente perdido nela. Você se concentra em fazer o seu melhor para fazer direito a cada dia e trabalhar sobre isso por tanto tempo que você assume uma propriedade sobre ele.

Ao filmar The Twilight Saga: Eclipse, eu sempre senti uma consciência de quantas pessoas esse filme alcançaria e como resultado, sabia que este filme não só pertenceria a mim, aos produtores e ao estúdio, mas mais ainda, a todos vocês, os fãs da saga Twilight.

No final do dia, após todo o trabalho feito, tudo o que resta é o filme em si, e suas respostas extremamente positivas e de apoio me fizeram sentir como que devemos ter feito algo certo.  Como cineasta, este é um sentimento raro e estranho de conexão com um público de que eu nunca vou me esquecer, e eu agradeço a todos por isso.

DAVID SLADE

JULHO 2010
Fonte: Twitter Oficial da Saga

Read Full Post »

‘Saga Crepúsculo – Eclipse’: agora sim, um filme à altura

Márcia Pereira

Direto de São Paulo

Pode parecer birra de jornalista preconceituoso, que acha que todo filme que não é rodado em um cenário fétido e caindo aos pedaços, com bandidos mostrando seu poder de fogo, ou não é assinado por algum figurão da indústria francesa, húngara ou iraniana não vale a pena. Mas não é nada disso. Realmente, os dois primeiros filmes da saga Crepúsculo eram ruins, de uma maneira que chegava mesmo a macular o propósito de entretenimento açucarado, elaborado nos mínimos detalhes – e bota mínimo nisso – pela dona de casa que de uma hora pra outra se transformou numa autora de best-seller, Stephenie Meyer. Mas enquanto Crepúsculo (2008) e Lua Nova (2009) deixaram muito a desejar, Eclipse – que estreia nesta quarta-feira (30) nos cinemas em todo o mundo – dá sinais de amadurecimento cinematográfico. Parece que agora ele foi feito por gente que entende e sabe o que está fazendo.

Claro, ainda está longe de ser um bom filme sobre uma das figuras míticas mais incríveis da ficção (o vampiro). No entanto, desta vez, o ridículo das cenas e dos diálogos forçadamente dramáticos foi deixado um pouco de lado. Ok, a boca entreaberta de Kristen Stewart/Bella- a mocinha humana da história -, o “olhar 43″ entupido de glitter do vampiro Edward/Robert Pattinson e o torso nu e sem pelos do lobisomem Jacob/Taylor Lautner ainda estão lá. Mas em Eclipse eles são mais inofensivos à inteligência e servem melhor ao seu objetivo maior: agradar aos fãs.

Mérito do diretor, o inglês David Slade – o mesmo do violento e aflitivo 30 Dias de Noite (2007) e do surpreendente Menina Má.com (2005)? Pode ser. Como pode ser também graças ao budget, mais recheado desta vez – o que aliviou pro lado dos lobos/lobisomens, que ficaram menos “toscos”. Enquanto que no primeiro longa foram gastos cerca de US$ 37 milhões e, no segundo, US$ 50 milhões, neste terceiro os produtores colocaram mais a mão no bolso e jogaram aproximadamente US$ 65 milhões na mão da equipe.

Mais ação, menos enrolação

Talvez o roteiro e a história também tenham ajudado neste terceiro filme – talvez também tenhamos nos acostumado (acomodado?) com a cinessérie e suas dificuldades.

O terceiro livro da série reserva mais ação e perigo aos protagonistas – a humana Bella Swan (Kristen Stewart), o vampiro Edward Cullen (Robert Pattinson) e o lobisomem Jacob Black (Taylor Lautner) – do que os outros dois primeiros livros/filmes. Agora os três, e seus respectivos colegas e companheiros, precisam se armar e enfrentar uma ameaça portentosa: um exército de vampiros recém-criados a mando da vampira vingativa Victoria (Bryce Dallas Howard) – exército que o filme reduziu bem, em comparação com o que é descrito no livro (pelo menos, ao se ler a história, tem-se a impressão de que o exército de “chupa-sangues” é maior do que o que aparece no filme Eclipse. É a vantagem de se fiar na imaginação do leitor – privilégio do qual o cinema não goza. A telona tem que mostrar e mostrar direito. Pode ser por isso que o resultado dos dois primeiros filmes deixaram a desejar).

Dilemas adolescentes

Na terceira parte da história, que começou com Crepúsculo num High School da pacata e gélida Forks – cidade verídica de cerca de 3 mil habitantes do estado americano de Washington -, Bella, Edward e Jacob precisam enfrentar seus medos e anseios diante de encruzilhadas que poderão resultar em consequências irreversíveis, conforme a decisão tomada – coisas da vida. Bella precisa decidir se casa-se ou não com Edward; o vampiro, por sua vez, precisa resolver se irá ou não transformar Bella em uma pessoa gélida e sem coração (pulsante) – como ele, privando-lhe de sua humanidade e seus familiares; e Jacob deve encarar seu amor por Bella e ter a coragem de se declarar a ela.

Tudo muito complicado, como sempre. Assim como é complicado, para quem não leu os livros da saga, entender porque cargas d’água Jacob (o cada vez mais sarado – e só – Taylor Lautner) vive pra cima e pra baixo sem camisa – explica-se: como ele é um lobo/lobisomem, sua temperatura corporal é bem maior que a dos humanos – e comparada a de um gélido vampiro, então…

Mas parece que, desta vez, a complicação e o que parecia ser somente um arroubo de uma mente ociosa, que, de repente, recebeu uma dose hormonal cavalar – a da Stephenie Meyer, no caso -, começa a fazer um pouco de sentido.

Talvez no quarto e quinto filmes – Amanhecer – Parte 1 e Parte 2 -, os últimos da cinessérie (será?), o diretor (Bill Condon, o mesmo do genial e delicado Deuses e Monstros, de 1998, e do musical Dreamgirls, de 2006), atores e produção estejam tão afinados e afiados como um canino protuberante e tudo faça não só sentido como termine bem para todos: indústria, fãs e crítica.

Fonte: Terra

Read Full Post »

Em plena ascensão, Fiuk nem precisava emplacar uma faixa na tilha-sonora de Eclipse, terceiro filme da saga Crepúsculo, para conquistar ainda mais seus fãs. Mas para a sua sorte, o vocalista da banda Hori conseguiu ligar o seu nome e o de sua banda a um dos lançamentos cinematográficos mais esperados do ano pelo público adolescente. 

Durante um pocket show feito na capital paulista em uma das pré-estreias da sequência vampiresca, o ator e cantor apresentou a faixa Eterno Pra Você, que entrou para o disco da trilha nacional, ao público que viu em primeira mão o longa, que chega nesta quarta-feira (30) às telonas de vários países. Antes da apresentação, o vocal da banda Hori trocou umas palavras com a plateia. 

– A gente fez essa música para o filme e tomara que vocês curtam. Foi de coração mesmo. A gente adora a saga; eu assisti os dois filmes na sequência. 

Fiuk já havia revelado que havia assistido aos dois primeiros filmes para escrever a letra. O galã da novela Malhação disse que a composição é sobre o drama do amor entre o casal Edward (Robert Pattinson) e Bella (Kristen Stewart), que se aproxima mais ainda no terceiro longa. 

Após apresentar a canção, Fiuk também afirmou que chega a ficar “nervoso” quando canta a nova música. 

– É a segunda vez que a gente toca essa música, dá muito nervoso e frio na barriga. É muito gostoso. 

Fonte: R7 e Foforks 

Read Full Post »

Na compra de um combo + batata e refrigerante grande, você leva um poster de graça e pode escolher qual vc irá querer, Bella, Edward, Jacob, ou dos 3 protagonistas juntos em um poster só.

Esse é o meu. Corra e garanta já o seu poster!

Read Full Post »

Uma breve crítica ao constrangimento que alguns fãs assim como eu estão enfrentando. Hoje mesmo 22/06/10 fui a uma Loja Renner para comprar a minha camiseta e me decepcionei pois os tamanhos das camisetas são muito pequenas, ou seja, não cabe em muitos adultos. Em adolescentes e pessoas magras cabem, mais se vc tem corpo ou é gordo desista elas são pequenas o G dela não tem cara de G e o GG também. Uma falha que a Renner cometeu ao vender essas camisetas pois não cabem na maioria dos fãs da Saga ou seja nos adultos. Antes de venderem eles deveriam ter feito uma pesquisa de campo para saber o público alvo da Saga Crepúsculo e qualquer fã sabe que é de 15 anos à 35 anos de idade o público alvo. E me vendem peças que não cabem nos adultos ou seja o público alvo e forte da Saga são os adultos. É uma decepção não poder comprar essas camisetas lindas do filme Eclipse. Deveriam confecionar também para os adultos se fizerem isso irá esgotar rapido essas camisetas, para mim é excluir metade dos fãs da Saga.

Read Full Post »

Filme Eclipse: Epic

Filme Eclipse considerado filme 5 estrelas, épico, melhor filme Twilight Saga, ação, romance.

Filme mais aguardado pelos fãs da saga.

É galera o filme Eclipse promete pois a imprensa internacional considerou o filme épico e mais aguardado como está escrito acima. Eclipse promete, eu acredito também que ele seja o melhor filme da Saga, com muitas cenas de ação, estava faltando um filme com bastante ação e prendesse a atenção de seu público. Então até dia 30 de Junho, falta pouco galera!!!

http://www.megavideo.com/?v=ZGI9FEFI

Read Full Post »

Read Full Post »

Older Posts »